qua., 10 de nov. | Evento Online

Pacote Combo CE/9 Etapas NOVEMBRO/2021

Esse pacote inclui os Atendimentos de Cura Energética, Cura Energética dos Movimentos, a aula das Etapas de Sábado, Shiva Yoga e estudo dos Mantras. Nas gravações não fazemos a cura energética, apenas as explicações, conteúdos teóricos e práticas Gravadas.
Pacote Combo CE/9 Etapas NOVEMBRO/2021

Horário e local

10 de nov. de 2021 07:00 – 22 de jan. de 2022 12:00
Evento Online

Sobre o evento

Esse pacote é o Combo que inclui os seguintes atendimentos e aulas:

Os atendimentos de Cura Energética  sempre acontecem pelo zoom as quartas feiras das 07h00 as 9h00, e das 20:30 as 22:00. ( Essa Prática não fica gravada, somente ao vivo)

Cura Energética dos Movimentos de Quarta Feira das 9:30 as 10:30 (Prática ao vivo e Gravada)

E as reuniões das etapas são a continuação das primeiras 9 etapas, portanto nesse pacote iremos seguir da 28ª etapa até a 36ª etapa.

As reuniões desse pacote acontecem pelo zoom sempre das 10:00 as 12:00 aos Sábados. (Prática Ao Vivo e Gravada)

Nesse Pacote teremos as seguintes práticas que serão um bônus.

Segunda Feira as 17:00 prática de Shiva Yoga com Professor Benjamin. (Prática ao vivo e  Gravada)

Meditação

Asanas

Pranayamas

Mudras

Textos Sagrados do Shivaismo

Estudo dos Mantras com as Letras, a tradução do Sânscrito e o significado de cada mantra. ( Conteúdo Gravado )

E os Mantras para Krishna antes do atendimento de Cura Energética na Quarta feira, das 19:00 as 20:00.( Prática ao vivo e Gravada).

Neste Pacote Vamos aprofundar o estudo da Cura Energética dos Relacionamentos com foco em Curar o Vício da Sedução e seus agravamentos.

Cura Energética da Autoestima 

A Cura Energética da Autoestima requalifica a avaliação subjetiva que cada um faz de si, das suas características emocionais e comportamentais. A cura energética facilita a habilidade de argumentar em causa própria, além de possibilitar que a pessoa se sinta independente, sem precisar deixar de se sentir amada pelos outros e por ela mesma.

Através da cura energética é possível analisar nossas ações com o espaçamento emocional necessário. Ações como Criticar os outros é um problema causado por algum tipo de ciúme, algum tipo de intolerância e o problema todo é baseado em uma determinada maneira de olhar para si mesmo. Se eu sou muito inseguro comigo mesmo, então eu sempre procuro situações seguras lá fora, em algumas estruturas em que eu posso agir. Criticar os outros contribui, então, para elevar a baixa auto-estima.

Como eu faço para corrigir este problema ao olhar para a minha auto-estima? Por que eu tenho essa baixa auto-estima? O que é isso que eu não tenho? São perguntas que são respondidas através de uma investigação durante a cura energética que vai trazendo a clareza necessária sobre O que é essa baixa auto-estima, antes da Cura Energética temos que questionar a baixa auto-estima, o que é estima e em que base eu me estimo. Na sequência o campo de energia integrado libera essas memórias enraizadas no subconsciente que gera essa sensação de insuficiência. 

O sofrimento de querer agradar a todos

A primeira coisa que acontece quando evitamos constantemente a desaprovação é a perda da autoestima, deixamos de nos agradar para dar lugar aos pensamentos de outras pessoas em nossa vida. Perdendo assim o amor próprio tão importante para nossa saúde emocional, ou seja, deixamos de gostar e acreditar em nós mesmos.

Outra coisa que acontece é a passividade, uma pessoa que tem necessidade de aprovação torna-se passiva em suas opiniões e decisões. Sua vida passa a ser direcionada através dos olhos de outras pessoas. Dificuldades em dizer não, em contrariar a opinião de outra pessoa. É a vivência de um “Eu Fragmentado”. Perdendo assim a sua autenticidade, sua essência como pessoa única nesse mundo.

Cura Energética da Insegurança 

Vivemos em uma sociedade narcisista, em que as pessoas buscam passar uma imagem inflada de si mesmas, como se todos estivéssemos ótimos todo o tempo. Esse comportamento acaba gerando insegurança. A Cura Energética da Insegurança ajuda a liberar a raiz da insegurança que está em experiências passadas, que criam na nossa mente diversas crenças limitantes. O importante é ter a consciência de que esse caminho de superação é um processo e através da Cura Energética podemos ter uma compreensão profunda permitindo que a segurança em si mesmo seja alcançada quando essas práticas forem verdadeiramente incorporadas ao seu cotidiano.

Nem todas as situações e acontecimentos com os quais nos deparamos no dia a dia faz com que a gente se sinta seguro e confiante; o que é normal. No entanto a Cura Energética trabalha na base necessária para reverter um estado mental e emocional que pode trazer insegurança e até medo, em vista de uma situação que vai acontecer daqui a pouco ou que até pode nos pegar de surpresa no “agora” 

Cura Energética da Violência / Agressividade

A Cura Energética da violência ajuda a requalificar as energias de violência que são geradas nos relacionamentos humanos. Como resultado podemos observar a liberação da agressividade desequilibrada, fora das situações de perigo , que costuma acontecer fora e dentro das famílias. Através da Cura Energética integramos o entendimento de que a violência é uma reação ao sentimento interior de frustração, de carência, de incapacidade de amar, que desencadeia comportamentos destrutivos, diante da privação ou impossibilidade de satisfazer nossas necessidades naturais e atingir nossas motivações.

Todos nós temos necessidades naturais – de alimentos (fome), de líquido (sede), de sono, de repouso, de atividade produtiva, de gostar de si mesmo (auto-estima), de afeto, de aprovação social, de independência, de realização… Essas necessidades naturais criam motivações dentro de todos nós, que se apresentam como anseios, ideais ou desejos, que buscamos satisfazer o tempo todo – o nosso desejo de felicidade e paz, o desejo de saúde, o desejo de sucesso, o desejo de riqueza…

A violência, a agressividade desequilibrada, gera um ambiente doentio, interior e exterior. Gera medo, tensão, estresse, tristezas, ressentimentos, mágoas, culpas, inseguranças… Sentimentos que estão na origem da grande parte das doenças físicas.

Ao compreendermos que a agressividade tem uma função que também é necessária para auto conservação e conservação da espécie, porque possibilita nos posicionarmos nas situações e construirmos coisas , iniciamos um processo de Cura a partir do autoconhecimento profundo da vibração da agressividade e da violência. 

A violência é sempre uma reação por algo passado ou presente. Por exemplo, no desenvolvimento da criança ela pode sofrer abusos, espancamentos, maus tratos, etc. Mais tarde, frente a determinados fatos, ela pode ter uma reação, muitas vezes inconsciente, expressando uma violência desmedida frente a situação. Muitas vezes dependendo do que o indivíduo é submetido, ele pode apresentar uma reação de violência. Um animal em cativeiro é sempre violento.

A violência é sempre uma reação e não uma ação.

A agressividade está ligada a autopreservação, por que temos que nos posicionar, marcar espaço e isso é necessário para vivermos em sociedade.

Toda vez que a violência ocorre, ela está relacionada a algum fato de submissão no passado ou no presente.

A agressividade é constitucional e está ligada a ação.

A violência é uma reação e sempre está relacionada a um fato, passado ou presente.

A ação está na agressividade, e a reação na violência.

O equilíbrio dessas vibrações é a base da Cura Energética da Violência. 

A agressividade é uma força instintiva que como outras são inatas em todos os seres humanos.

Cura Energética da Mentira 

É normal que todos mintam na infância, já que nessa fase, existe a imaturidade mental. Em alguns casos, crianças mentem na tentativa de preservar a autoimagem, pois tem dificuldade para lidar com críticas ou frustrações.

Dentro do funcionamento natural do ser humano, conforme vão adquirindo maturidade as pessoas passam a abandonar a mentira como forma de defesa, aprendendo a assumir a consequências de seus atos, a doença da mentira surge justamente quando a pessoa perde este referencial e adota a mentira como uma forma de lidar com a vida sem consequências negativas associadas.

Conforme as mentiras trazem prazer, impunidade, alívio, sentimento de poder e aceitação em um grupo, pode se criar um ciclo que reforce o comportamento da mentira compulsiva, pois grande parte das vezes, a origem desse distúrbio é a baixa autoestima.

Ao contar “ histórias incríveis” mesmo que não sejam verdade, muitas vezes a criança passa a sentir-se querida, interessante e aceita pelo grupo.

A Cura Energética atua justamente na liberação das memórias dessas sensações e na consciência da importância de crescer! 

Constantemente percebo nos grupos de cura o quanto é comum a falta de maturidade emocional nas pessoas que ficam cristalizadas em seus hábitos infantis. Ouço as histórias das pessoas relatando diversos tipos de comportamentos como esses descritos abaixo: 

* A pessoa conta histórias que contêm referências à realidade, ou seja, podem até parecer plausíveis;

* Em alguns casos, o mentiroso compulsivo se apresenta de maneira muito favorável, por exemplo, como extremamente feliz, esperto, bem sucedido ou corajoso;

* As histórias, ou melhor dizendo, aventuras imaginárias manifestam-se em diversas circunstâncias, de maneira crônica e com temas variados, mas, que retratam o indivíduo de maneira sempre positiva;

* As histórias não são sempre para conseguir vantagem ou recompensa, trata-se do funcionamento psicológico, onde a pessoa  apenas não consegue parar de mentir;

* Medo, timidez e necessidade de atenção/aprovação são motivações totalmente emocionais para a mentira compulsiva;

* As histórias contadas não são manifestação de delírio ou qualquer outro tipo de psicose. No caso do mentiroso patológico apesar da enorme dificuldade de dizer a verdade, quando ele é confrontado e não vê mais saída, pode admitir que as histórias são falsas, mesmo não querendo fazer isso.

* O mentiroso compulsivo não sente arrependimento por não dizer a verdade e se estiver conseguindo enganar as pessoas com suas mentiras ele não expressará nenhum valor moral sobre isso.

Se você identifica esses comportamentos é fundamental buscar ajuda através da Cura Energética da Mentira, pois é importante entender que você não está enganando ninguém.Tudo é perceptível! 

Cura Energética do Controle / Manipulação 

A Cura Energética do Controle atua na necessidade de proteção e defesa que criamos. 

O controle é uma medida de proteção que resguarda suas ideias sobre si mesmo e sua maneira de ver o mundo.

A raiz disso, o desejo de controlar as circunstâncias é uma das técnicas de sobrevivência do ego, ( estrutura consciente do eu, (pensamentos e sentimentos).

A Cura energética libera a ilusão do Controle perfeito que gera a sensação de que você nunca terá que questionar a si mesmo, ou sentir o desconforto e a insegurança desse questionar a si próprio.

A Cura Energética atua liberando a ilusão de Ter controle sobre a maneira como as outras pessoas percebem você, ou como elas agem em relação a você e em relação umas as outras. 

Acontece que como é uma sensação, pode ser uma grande ilusão. 

A necessidade de controlar pode variar de intensidade e frequencia nas pessoas. A Cura Energética do Controle nos ajuda a lidar com o incerto e com o caos de maneira construtiva e criativa. Mesmo que sintamos medo, a Cura Energética nos ajuda a encontrar outros elementos dentro de nós para lidarmos com os obstáculos, emoções e sentimentos de forma a superá-los. Criando novas estruturas para conseguirmos enfrentar desafios com menos sofrimento.

O controle não ajuda na superação dos conflitos e medos. Na verdade aprisiona o indivíduo numa vivência repetitiva, pobre e desgastante. A necessidade de controlar nasce da falta de segurança que uma criança recebe a partir da relação de seus progenitores ou cuidadores com ela e entre eles.

Crianças que são criadas por pais aflitos, medrosos, nervosos, descontrolados, desorganizados durante o nascimento até a adolescência não desenvolvem recursos internos bons e criativos para ajudá-las ao longo da vida.

Como meio de sobrevivência vem a necessidade de controlar, que é um recurso pobre mas muito eficiente, pois dá força para a criança continuar a lutar pela vida. O problema é que esse recurso, ao longo do tempo, se torna obsoleto e nocivo. O adulto que o utiliza com frequencia perde a chance de crescer internamente e externamente. A Cura Energética atua ressignificando o cuidado do mundo interno e das emoções como algo que é fundamental para a transformação de recursos e experiências difíceis e dolorosas em novos recursos possibilitadores de boas experiências.

Cura Energética da Memória 

A consciência é responsável pelo mundo físico e quem desperta a sua está no caminho da saúde perfeita e da abundância

A Cura Energética da Memória acessa esses campos de informações que impedem a consciência de operar na vida. 

Há alguns anos a medicina vem avançando em conhecimentos sobre o funcionamento do cérebro humano, trazendo “soluções” para os vários problemas que se apresentam. Com isto fomos colecionando subsídios para fazer comparações com o que existe há séculos nos ensinamentos contidos nos Vedas, dando oportunidade a observações bem interessantes como as que reunimos para este encontro.

Há um caminho a ser percorrido através destes estudos até alcançarmos o que nos propõe Sri Aurobindo com sua Consciência que Vê.

A memória é a capacidade de armazenar informações de modo que essas possam ser recuperadas quando buscamos recordá-las. Ocorre pela formação de conexões pelos neurônios ou células nervosas no cérebro. Tais conexões são ligadas por pontos chamados sinapses.

Quando captamos informações através dos órgãos visuais elas são encaminhadas para diferentes partes do córtex visual. O córtex frontal recebe informações operacionais de curto prazo como as de utilização imediata. Tais informações são encaminhadas para o hipocampo que é responsável pelo armazenamento em longo prazo que utiliza fatores emocionais vinculados a tais informações para que estas possam ser reativadas quando requeridas.

A Cura Energética da Memória acessa essas informações emocionais distorcidas que são criações da nossa mente com base nessas distorções de interpretações que criamos como mecanismo de defesa e recompensa. 

Os fatores emocionais que auxiliam no processo de memorização são formados por conexões neurais localizadas na amídala permitindo a ação rápida. No cerebelo e nos gânglios basais são memorizados habilidades e hábitos inconscientes.

Curar essas memórias é base fundamental para ressignificar as causas que geram sofrimento. 

Cura Energética das Fantasias

 As Fantasias em excesso fazem parte do período da puberdade, em que na adolescência, começa a se imaginar uma série de experiências que ainda irão ocorrer, como ter um relacionamento amoroso, como será a primeira relação sexual, etc.

O problema são as fantasias em excesso, decorrente de quando a pessoa se utiliza desse recurso como mecanismo de defesa para obter satisfação ilusória. Resumindo, o universo paralelo parece muito mais atrativo do que a realidade e, ficar nele, pelo maior tempo possível, pode se tornar um problema.

A Cura Energética das Fantasias libera padrões criados na puberdade que se mantém durante toda fase adulta. Alguns exemplos são : 

* A pessoa é uma sonhadora, capaz de criar os seus próprios personagens para mergulhar em histórias complexas, repletas de detalhes e muito “reais” para ela;

* Essas fantasias interferem em sua vida real e qualquer estímulo pode servir como gatilho para que se crie uma nova história, que levará a um mergulho ainda mais profundo no universo das fantasias;

* Quem sofre com o transtorno do devaneio excessivo também pode vir a negligenciar responsabilidades;

* O problema pode levar a dificuldades para dormir;

* Quando sonham acordadas, as pessoas costumam realizar movimentos repetitivos ou estereotipados, o que inclui expressões faciais;

* Muitas vezes, ao fantasiar, a pessoa pode murmurar em voz baixa, encenando o próprio devaneio;

* As fantasias podem durar horas, e ao ter de cessá-las, a pessoa pode se sentir extremamente ansiosa, como se a fantasia representasse um vício.

O problema das fantasias em excesso também costuma incidir sobre os relacionamentos amorosos, quando literalmente aquele que devaneia, está se relacionando com alguém que criou em sua fantasia e não com a pessoa de fato, e quando de alguma maneira essa fantasia parece não ter tanta força diante da realidade. Parece inaceitável a outra pessoa tal como é, sem a vestimenta de personagem criada. Uma ou ambas as pessoas no relacionamento podem na verdade estar se relacionando com a fantasia criada e não com a pessoa de fato.

A Cura Energética das Fantasias ajuda a liberar a ilusão que constantemente vai sendo criada permitindo melhores decisões e escolhas com base na visão clara das situações e pessoas. 

Cura Energética da Pornografia 

A Cura Energética da Pornografia requalifica transmutando energias invasivas que drenam seu potencial para materialização de abundância e prosperidade.

A Cura Energética da Pornografia libera seres acoplados no corpo astral que podem ser causa dos vícios nas sensações. 

A pornografia existe há milhares de séculos, segundo relatos históricos de pesquisadores e historiadores. É definida como qualquer material que desperte pensamentos sexuais de maneira vulgar e explícita. A palavra pornografia deriva do grego pórne, ‘’ prostituta’’.

Atualmente, o comércio pornográfico é um dos mais ricos do mundo. Países como Estados Unidos, Japão, Brasil e China são os maiores consumidores desse tipo de material.

O sexo é o momento de maior intimidade e maior troca energética entre duas pessoas. Ao ter contato com conteúdos vibra-se nessa mesma baixa frequência, pois intimamente o que se precisa alimentar é a satisfação do vício da sedução e não verdadeiramente o amor.

A Questão Espiritual 

Todos esses desejos e pensamentos acabam por atrair inconscientemente espíritos que vibram e se alimentam da energia de quem está assistindo a pornografia. O vício de observar imagens eróticas induz ao desequilíbrio das vibrações, abrindo um grande campo de troca energética, onde quem sai perdendo forças é o ser físico, sendo obsidiado e vampirizado por espíritos de ordem inferior, criando assim um círculo vicioso.

Esses espíritos em falanges, agrupamentos, vivem em cidades espirituais, no umbral, onde os ‘’líderes’’ mantém os ‘’moradores’’ na escravidão sexual e de seus desejos, os humilhando, desvalorizando-os moralmente e ferindo-os. 

As Questões Vibracionais 

Nós nos sintonizamos com todos os tipos de frequências que temos ressonância, então, se você usa pornografia para se masturbar você se sintoniza com as frequências de violências, fetiches radicais , venda de órgãos, tráfego de mulheres , sequestros de crianças , entre outras, enquanto você está lá concentrada(o) na sua masturbação.A sua mente inconsciente capta todas as frequências acima citadas, daí você sintoniza e se mantêm na mesma frequência por um tempo após a prática, se você faz isso periodicamente, além de viciar o cérebro no efeito dopamínico do estímulo pornografico, você cria uma onda de ressonância contínua com essas frequências. Suas relações afetivas terão total impacto nisso, sua consciência passa a ficar detida em prazeres muito vagos, rápidos e vazios de afeto, com certeza suas relações amorosas terão limites afetivos, entre outros efeitos. A masturbação em si é algo que temos que saber recorrer na vida, principalmente nos períodos de estudo entre sua força sexual e sua força espiritual. A energia da consciência espiritual é simbolizada pela cultura védica por uma serpente (kundalini) que dá 3 voltas e meia no chakra de base.Esse símbolo mostra o quão desafiador é para nós esse despertar, de saber que o prazer sexual da masturbação é nível zero de força comparado ao sexo afetivo de alta frequência. Se você se masturba toda vez que sente aquela vontadezinha de transar ou com pensamentos de baixa frequência em sua mente você abre seus campos para vampirismos de energia de incubus e sucubus, por exemplo, que são consciências paralelas que vivem em busca de sugar a energia sexual dos outros, você pode ser sugado até dormindo, literalmente sugado, seu chakra sexual chega até a pulsar em ataques noturnos, é horrendo… O sexo casual é  também uma questão séria pois cada relação sexual que você tem te mantém ligada(o) a energia da pessoas por anos , você troca dados energéticos com a pessoa, deixa um pouco de você nela e um pouco dela em você, daí te pergunto: E se a pessoa tiver doenças psicoemocionais, físicas e energéticas? Você se sujeita a entrar na mesma energia. E finalmente os abusos, tanto os que você emite quanto os que recebe: ciúme, sentimentos de posse, violências físicas, mentais, sentimentais e mentiras são vampirinhos de energia, se a relação não te deixa mais forte e tem traços dessas frequências, saiba que você está perdendo forças, neste caso, cesse os contatos, limpe-se e se energize por um bom tempo.

Cura Energética da Competição 

Para que uma pessoa precisa estar sempre em busca de provar sua superioridade? Provavelmente, para disfarçar sua aflitiva sensação de inferioridade. 

A Cura Energética da Competição libera as causas reais que geram a necessidade de encantar e ou seduzir constantemente. 

As ‘Afrodites’, adoram atrair a atenção dos homens e estão sempre competindo com outras mulheres para ganhar essa atenção. Elas podem ter problemas com amigas ou mulheres do seu convívio social por serem vistas como uma ameaça aos relacionamentos. Elas podem assumir personagens, como o da “donzela desamparada”, que as ajudem a seduzir ou tirar vantagens das mais diversas situações. 

Pessoas compulsivas por competição, por encantar ou por seduzir têm um medo inconsciente de serem abandonadas ou rejeitadas e por isso, temem criar um vínculo afetivo profundo e se aprofundarem nas relações. Assim, permanecem no jogo da conquista, sempre buscando por novos desafios que os mantenham em constante excitação.

Para os viciados , uma forma de “aumentar” a sua autoestima é provando constantemente para si mesmos de que são capazes de despertar o interesse de alguém e ser merecedores de atenção e “amor” (pseudo-amor).  Sentirem-se desejadas é o grande trunfo que alivia temporariamente a dor do seu vazio existencial.  

Alguns sedutores compulsivos ficam eternamente solteiros, enquanto outros se casam. Porém, o casamento não é o suficiente para que o vício da conquista desapareça. E a compulsão continua ainda que não concretize uma traição física.

A desvantagem deste jogo da sedução é que, além de ser arriscado e causar dor nos outros, o prazer gerado é momentâneo e não é capaz de sanar a insatisfação do sedutor e nem suprir as suas carências ou o vazio existencial.  A dor emocional e baixa autoestima permanecerão até que se tenha coragem de olhar para ela e cuidar de si.

A Cura Energética da Competição nos ajuda a encontrar O caminho para sair deste jogo de competição que muitas vezes acaba no jogo da sedução, é, em primeiro lugar, estar consciente dele. Após essa conscientização é preciso estar disposto a abrir mão deste prazer gerado pela conquista – essa satisfação do ego. Assim, com ajuda da Cura Energética da Competição é possível compreender o que lhe faltou emocionalmente durante a sua formação psíquica (infância) e tratar os medos do abandono e rejeição para se permitir viver relacionamentos mais duradouros e enriquecedores.

Etapas do Buscador 

Estudo do Capítulo 

|| samaaiDapaad ||Samádhipáda

O Capítulo do Samadhi dos sutras 28 ao 51 

E do Capítulo

 || saaDanapaad ||Sádhanapáda

O Capítulo da Prática dos sutras 1 ao 3 

Dos Yogasutras de Patañjali

Etapa 10 

28. Recitá-lo é fazer surgir o seu sentido [na mente do recitador].

29. Disso vem a introversão da inteligência e a dissolução dos obstáculos. [Veja II,10 - as perturbações, quando a mente gravita em direção a citta (em atitude de recolhimento), desaparecem; da mesma forma, aqui, buscamos elevar nossa inteligência para uma esfera mais sutil de atuação buscando o Íçvara como referencial. Por isso os obstáculos se dissol- vem.]

30. Os obstáculos [antaráyás, “limitadores”] são as [nove] dispersões da mente [citta]: doença, insensibilida- de, dúvida, negligência, imobilismo, desinteresse, divagação, não-realização e instabilidade.

Etapa 11 

31. Dor, desespero, agitação dos membros, inspiração e expiração aparecem junto com essas dispersões.

32. Para evitá-las, exercita-se um único princípio [tattva]. [esse tattva é átman, conforme o que aparece no aforismo 47, adiante]

33. O assentamento [tranqüilização] de citta se demonstra pela amizade para com o feliz, compaixão com o sofredor, alegria com o virtuoso e indiferença com o malvado. [A partir deste sutra, e até o sutra 41, o assunto é a tranquilização - prasad - de citta].

Etapa 12 

34. Ou então [se demonstra] por meio da expulsão e do controle do práña (sopro vital)

35. Ou produzindo a estabilidade da mente que surge de uma transformação relacionada aos objetos perceptíveis [os objetos passam a ser percebidos sem interferência dos pensamentos limitados ao mundo objetivo]

36. Ou [é] o brilho [celestial] que liberta da dor. [Esse brilho, jyotis, é o brilho dos astros noturnos, relacionado ao espírito e à inconsciência]

Etapa 13 

37. Ou é [demonstrado pela presença de] citta, em rela- ção ao apego aos desejos [porque citta só se mani- festa quando não está presente o apego].

38. Ou é oriundo [o assentamento da mente] do saber que vem dos sonhos em sono profundo [quando silenciam as interferências externas na produção dos sonhos, e estes passam a refletir a sabedoria serena do samprajzata].

39. Ou então provém da meditação [dhyána] no que é agradável [por corresponder à vocação].

Etapa 14 

40. O controle sobre isto [do assentamento de citta] se estende desde o infinitesimal ao imensamente grande.

41. Encontra-se o colorido da jóia [mañi], nascida em conseqüência do enfraquecimento (material) das vqttis, com aquele [mesmo colorido] que está no observador, nos órgãos sensoriais e nos objetos ob- servados. [a gema preciosa representa tradicio- nalmente a alma individual espiritualizada]

42. Daí, a razão [savitarka] combina-se perfeitamente com a imaginação [vikalpa] aplicada ao conheci- mento aprendido com palavras.

[Ao romper com a lógica racional, a imaginação liberta o pensamen- to dos limites do mundo material, abrindo cami- nho para o samádhi]

Etapa 15 

43. A negação da razão [nirvitarka], [que servirá] para a purificação da memória [smqti], é semelhante a um referir-se às coisas que na verdade não levasse em conta suas peculiaridades [externas, grosseiras]. [Purificar a memória é torná-la apta para trazer para a consciência as reminiscências da percep- ção sutil, que normalmente se desfazem ao contato com nossos pensamentos].

44. Da mesma maneira, são explicados, numa esfera mais sutil, a abstração [savicára] e sua negação [nirvicára]. [Para poder dispor das impressões sutis trazidas à sua mente e fruir da plenitude do estado de Samadhi, o yoguim precisa aprender a prescin- dir até mesmo dos modos de pensamento mais abstratos].

45. E [certamente] o próprio conceito de esfera mais sutil termina no que não tem mais sinais perceptí- veis [isto é, aquilo que não pode ser percebido ou observado].

Etapa 16 

46. Este é de fato o samádhi com semente.

47. Na utilização habilidosa do nirvicára, o átman se as- senta [junto à consciência] em sua condição supe- rior [adhyátman].

48. Lá, ele é aquele que possui o conhecimento verda- deiro [prajzá].[Veja I,25 – a semente de todo o co- nhecimento (sarvajña bijam) está ligada ao Íçvara]

Etapa 17 

49. É uma outra natureza [de conhecimento], que não a daquele obtido por dedução ou revelação, mas que provem de causas diferentes.

50. O samskára que nasce daí interrompe outros samskáras.

51. O que surge do recolhimento total, dentro deste re- colhimento, é o samádhi sem semente. [É a condi- ção em que não há mais objeto e observador. Onde o átman se assenta por si só, de modo que o samádhi não é construído, mas apenas existe].

Assim se completa o primeiro capítulo, chamado “Samadhi” no tra- tado sobre Yoga de Çri Patañjali, na doutrina do Samkhya.

O Capítulo da Prática

Etapa 18 

1. Kriya Yoga é o sacrifício [tapas], a busca do saber interior [svádhyáya] e a entrega ao Içvara [Íçvaraprañidhána].

2. Tem a finalidade de produzir o Samadhi e minimizar as perturbações.

3. Falta de sabedoria, egoidade [asmita], desejo, aver- são e apego à vida são as perturbações [kleças].

Ingressos
Preço
Qtd
Total
  • Pacote Combo
    R$1,296
    + taxa de serviço de R$32.40
    R$1,296
    + taxa de serviço de R$32.40
    0
    R$0
TotalR$0

Compartilhe esse evento